Arquivado por ‘ Entrevista

O humorismo saiu da TV e foi para ruas 24 junho 2010 em 20:45 por Cristovão Lemos

O humorismo saiu da TV e foi para ruas

Por: Sidney Santos

Seu nome de batismo é Luiz Carlos Ribeiro, 55 anos e há pelo menos 10 anos trabalhando nas ruas. Nasceu no Rio de Janeiro, e de humor “nato”, ele já trabalhou em diversos programas de TV entre eles, “Ratinho Livre” (Rede Record) “Programa do Ratinho” (SBT), e “Programa do Jacaré” (Rede TV).

Hoje, de volta as ruas, ele se submete a situações humilhantes, vivendo das esmolas de qualquer um que ache graça de suas brincadeiras nas ruas.

Ele é o humorista “rodela”, que em entrevista exclusiva fala ao repórter do portal Estrada do saber sobre como é estar no auge da carreira e depois estar nas ruas novamente.

Luiz Carlos ou “Rodela”, fala que nas ruas tudo é muito difícil, e que de longe não chega nem aos pés da televisão. “lá tem camarim, tem fruta, água gelada, mulheres bonitas, e na rua nem água para beber a gente tem” desabafa.

Quando questionado quanto arrecada por dia e a respeito do seu humor e da sua feiúra, ele é automático em sua resposta, como se soubesse qual era a pergunta. “Em dias de pagamento chego a ganhar R$ 200, 00, agora a respeito da feiúra: eu já nasci feio, mas fui ao dentista e mandei ele arrancar meus melhores dentes para ajudar”brinca.

Leis post completo →

+ História de quem já comeu o pão que o diabo amassou Por Cristovão Lemos 24 junho 2010 em 20:39 e 1 Comentário


Com 36 anos de profissão ele acumula uma dezena de processos em seu currículo. E muitos desses processos são de grandes atores e atrizes da atualidade. No começo da carreira, ele já trabalhou quase que de graça e seu grande sonho aos 56 anos é fazer um programa de auditório.

Ele é Leão Nicola Lobo, ou o famoso e temido Leão Lobo que, em entrevista exclusiva fala dos momentos marcantes de sua vida e dos inúmeros processos que sofreu ao longo de sua carreira.

Leia post completo →

+ Comportamento Por Cristovão Lemos 22 junho 2010 em 20:53 e 1 Comentário

Combatendo injustiças que já sofreu na pele

Para vencer na vida teve até que pedir dinheiro emprestado

Ele foi de infância pobre e pagou com dificuldade seu curso de jornalismo. Foi bancário e chegou a pedir dinheiro emprestado para comprar horário e poder começar fazendo um pequeno programa infantil em emissora de rádio de Santos, sua cidade natal. Com 44 anos de idade e 21 de profissão, hoje ele é uma das vozes mais conhecidas do Brasil, “E talvez uma das mais odiadas” ,como ele mesmo faz questão de dizer.

Ele é Luciano Faccioli, radialista, jornalista e apresentador do programa São Paulo no Ar, em entrevista exclusiva, onde fala das dificuldades de começo de carreira e do preconceito por ser gordinho, que segundo ele mesmo, não enfrentou, pelo contrário, serviu como referência para que ele ficasse mais conhecido. “Não vou citar nomes, mas existem emissoras que têm tremendo preconceito contra gordinhos. Tenho amigos que enfrentaram esse problema”, desabafa.

Leia post completo →