A NÍVEL DE Por Cristovão Lemos 01 julho 2010 em 22:30 e Nenhum Comentário

Embora  de  uso  generalizado,  a  locução  a  nível de  é  condenada por  todos os mestres  e estudiosos  da  língua  portuguesa.  É  tida  por modismo  que  se  introduziu  na  linguagem jornalística  e  contagiou  outros  canais  de comunicação, inclusive a linguagem médica.

A expressão a nível de  tem sido muito usada como equivalente dos simples de, como, em, e por  se  tratar de um modismo desnecessário é  condenado  nas  lições  normativas.  Na verdade, nesses casos, ela não acrescenta nada ao enunciado.

Para  o  estudioso  Cegalla,  a  nível  de  é  uma “locução  em voga, porém  inútil”;  “a  legítima locução  portuguesa  é  ao  nível  de,  que significa à mesma altura”:

Exemplo 1

Era um solo baixo, quase ao nível do mar.

Exemplo 2

Certos vícios rebaixam o homem ao nível dos

brutos.

A  locução  ao  nível  de,  portanto,  é  correta,  desde que empregada apropriadamente.

Assim,  em  linguagem médica,  podemos  usar a  citada  locução  quando  buscamos  um plano de referência  topográfica, com o sentido de à mesma altura.

Exemplo 3

A  transição  entre  o  reto  e  o  cólon  sigmóide situa-se ao nível da terceira vértebra sacra.

Observe,  nos  exemplos  abaixo,  a inconveniência do uso do a nível de.

Exemplo 4

Errado:  O  único  inconveniente  seria  a presença do sócio minoritário nas reuniões a

nível de diretoria.

Certo:  O  único  inconveniente  seria  a presença  do  sócio  minoritário  nas  reuniões de diretoria.

Exemplo 5

Errado: É sabido que o  fenômeno urbano se manifestou  a  nível  de  Brasil  muito tardiamente.

Certo:  É  sabido  que  o  fenômeno  urbano  se manifestou no Brasil muito tardiamente.

Exemplo 6

Errado: Decisão a nível de governo.

Certo: Decisão governamental

Exemplo 7

Errado: Conselho a nível de pai.

Certo: Conselho paterno.

Exemplo 8

Errado: Aliança a nível de empresas.

Certo: Aliança de empresas.

Além do A NÍVEL DE, veja a seguir alguns exemplos de locuções em uso inadequado:

EMPREGO

INADEQUADO

EMPREGO

ADEQUADO

à medida em que

à medida que

apesar que

apesar de que

Por causa que

Por causa de que

de modo a

de modo que

em vias de

em via de

ao ponto de

a ponto de

de vez que

uma vez que /

portanto

na surdina

à surdina

Exemplo 9

Errado: À medida em que recuavam, o exército russo invadia a região.

Certo:  À  medida  que  recuavam,  o  exército russo invadia a região.

Exemplo 10

Errado:  Nunca  viajei  de  avião,  apesar  que isso não me assusta.

Certo: Nunca  viajei de avião, apesar de que isso não me assusta.

Exemplo 11

Errado: Não viajo de avião por causa que o preço da passagem é alto.

Certo: Não viajo de avião por causa do alto preço da passagem.

Exemplo 12

Errado:  Fez  o  trabalho  de modo  a  agradar ao gerente.

Certo:  Fez  o  trabalho  de  modo  que agradasse ao gerente

Exemplo 13

Errado: Eles estavam em vias de cometer uma loucura.

Certo: Eles estavam em via de cometer uma loucura.

Exemplo 14

Errado: Ficou assustado ao ponto de perder a voz.

Certo: Ficou  assustado  a  ponto  de  perder  a voz.

Exemplo 15

Errado: Foi advertido, de  vez que  se portou mal.

Certo: Foi advertido, uma vez que  se portou mal.

Exemplo 16

Errado: Os amigos, na surdina, combinavam sobre sua festa.

Certo:  Os  amigos  á  surdina  combinavam sobre sua festa.

Deixe um comentário